Atendendo a pedidos a memória desafia o tempo em busca de nossas melhores lembranças. Graças a ela, uma simples imagem é suficiente para que toda magia de um instante nos invada novamente e, num processo rejuvenescedor, acabe revelando que na maioria das vezes, o que julgamos perdido, está somente guardado a nossa espera. E como a nostalgia é um estado de espírito presente somente em quem viveu momentos felizes, o Acervo resgata uma coletânea de títulos que vão do clássico ao contemporâneo e são endereçados a todos que nos escrevem lembrando de momentos tão especiais de suas vidas. Aos amigos, nosso muito obrigado.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Folhas mortas


O amor deveria ser como em Folhas Mortas. Uma fotonovela inesquecível que fala de guerra, mas, sobretudo do amor que nasceu durante a luta e cresceu, espalhando a paz. Fala do amor que se fez ternura entre o ódio e a morte, tornando indestrutível a esperança no amanhã, que precisava ser vivido a dois. Durante a segunda Guerra Mundial a aristocrática Cintia (Pascale Cornu) conhece Rodolfo (Alberto Cevenini) um aventureiro inescrupuloso por quem se apaixona. Seu pai o conde Frederico Von Mandersen (Gianni Velicich) e sua mãe a Condessa Elisa (Katarina Grunden) não aprovam o namoro. Depois de alguns encontros, Rodolfo, sem saber que a namorada está grávida, parte prometendo retornar assim que Cintia completar maior idade para se casarem, mesmo sem o consentimento dos pais. O Conde e o irmão de Cintia acabam morrendo na guerra e ela fica sozinha nas mãos de sua tirânica mãe, que não se conforma com tal gravidez e tudo fará para se livrar da criança.

Supernovelas Capricho - Nº 329
Folhas Mortas
1971 - Editora Abril
90  Páginas
Download

7 comentários:

  1. João,que fotonovela maravilhosa! Fiquei encantada com a estória,as interpretações,o desenrolar e o final.É compreensível porque tantas pessoas pediam essa fotonovela,realmente quem a leu, na época, não poderia esquecer,como não esquecemos todas as coisas boas das artes.Folhas Mortas é uma obra prima das fotonovelas.

    ResponderExcluir
  2. Sim, Terezinha, "Folhas Mortas" é realmente uma obra prima da fotonovela assim como "Muralhas do Ódio" e tantas outras. "Folhas Mortas" assemelha-se muito aos filmes glamourosos de Hollywood do pós-guerra enfocando a própria guerra. Outra fotonovela bonita também aqui postada para download é "Um Anjo na Tormenta" se ainda não leu vale a pena...e ainda recomendo "Vidas Torturadas" que se passa durante a primeira guerra mundial. Um primor de história.

    ResponderExcluir
  3. olá, joão! seu trabalho é lindo! lembro-me dessa história. tinha uns 07 anos quando a li, hoje tenho 50. uma vizinha colocou o nome de sua primeira filha de cíntia. parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia.

    Eu faço parte do time das apaixonadas por FOLHAS MORTAS. Infelizmente não consigo fazer download, diz que o acervo não existe. Como proceder para eu conseguir ler?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  5. Minha fotonovela preferida, nunca a esqueci...Queria muito conseguir essa fotonovela, como faço?

    ResponderExcluir
  6. Já tentei muito fazer Download dessa foto, mas não dá certo.

    ResponderExcluir